Fotografo: Só Notícias/arquivo
...
Sem Legenda

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária analisou que “muitos fatores vêm ditando a elevação no preço do cereal em Mato Grosso, contribuindo para os valores históricos apresentados no Estado nos últimos meses, dentre eles o maior processamento de milho por parte das usinas de etanol, a maior demanda pela pecuária,os altos patamares da moeda norte-americanaea alta exportação registrada no ano de 2019”.

“Com isso, o agricultor conseguiu garantir a venda da sua produção no mês passado, com média de R$ 31,58/saca para a safra 2019/20 e R$ 30,06/saca para a safra futura 2020/21.

Estes valores vêm representar crescimento de 27,22% e 29,79% em relação ao mesmo período da safra 2018/19, respectivamente.

Apesar da desaceleração econômica mundial, o preço do cereal mato-grossense pode ser sustentado nos próximos meses pelas expectativas de aumento na demanda pelo grão, principalmente para a produção de biocombustível dentro do Estado”, avalia o IMEA.

Na semana passada, o milho disponível no Estado fechou em média a R$ 33,25 com alta de 4,3% em relação a anterior.

Fonte: Só Notícias/Agronotícias

Colaboração Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com
Cuiabá e Municípios da Grande Baixada Cuiabana.
E.mail . Jornal.int@gmail.com.br
Site www.brasilintegracao.com.br