0

Fundado aos 12 de janeiro de 1970; Pelo Jorn Narciso Honório Silveira

Cidadão Repórter

(66)984060008
Cuiabá(MT), Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020 - 08:03
22/10/2020 as 18:45 | Por Por Da Redação | 56
MP-SP acusa o deputado Marco Feliciano de estimular homofobia
No processo, a promotora diz que o pastor utilizou imagens fakes, em 2015, para defender a proibição da Parada Gay
Fotografo: assessoria
Sem Legenda

A promotora Anna Trota Yaryd, do Ministério Público de São Paulo (MP-SP), acusa o pastor Marco Feliciano (Republicanos-SP) de utilizar seu mandato como deputado federal para estimular a violência contra a comunidade LGBTQ+ e pede indenização de R$ 100 mil por danos morais coletivos. As informações são do colunista Rogério Gentile, do UOL.

No processo, a promotora diz que o pastor utilizou imagens fakes, em 2015, para defender a proibição da Parada Gay.

A divulgação de imagens de pessoas quebrando a imagem de uma santa no chão fez com que a atriz transexual Viviany Beleboni, que representou Jesus crucificado, fosse vítima de violência física.

Em sua defesa, o deputado disse que possui o direito da livre manifestação do pensamento ou liberdade religiosa.

“Fiz, sim, duras críticas políticas e ideológicas sobre a atuação da comunidade LGBT, mas dentro dos limites impostos pela lei”, disse no processo.

Feliciano ainda disse que a ação do MP-SP atenta contra o Estado Democrático de Direito porque quer calar um deputado.

Fonte:  Da Redação/Isto É

Cooperador  Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com
Municípios da Grande Baixada Cuiabana.
E.mail . Jornal.int@gmail.com.br
Site www.brasilintegracao.com.br




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil