Fotografo: PJC
...
Quatro mandados de busca e apreensão domiciliar com objetivo de combater o tráfico de drogas

Quatro mandados de busca e apreensão domiciliar com objetivo de combater o tráfico de drogas na região dos bairros Pedregal e Jardim Leblon foram cumpridos pela Polícia Judiciária Civil, nesta quarta-feira (23.10), em operação deflagrada pela Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) com apoio da Gerência de Operações Especiais (GOE).
 
Os trabalhos resultaram em três pessoas presas por atuação com o comércio de entorpecentes, além da apreensão de porções de drogas, dinheiro e outros apetrechos relacionados ao tráfico.
 
Os mandados de busca e apreensão domiciliar foram expedidos pela 9ª Vara Criminal de Cuiabá tendo como alvo, pontos de venda de drogas identificados em investigações da DRE.
 
Em buscas na casa de P.C.S.D., suspeito conhecido pela atuação com o tráfico de drogas no bairro Jardim Neblon, os policiais apreenderam um caderno com várias anotações de contabilidade do tráfico de drogas. Testemunhas ouvidas no local, confirmaram que o suspeito atua com o comércio de entorpecentes, sendo realizada sua prisão em flagrante pelo crime.
 
Em outros dois alvos (um em frente ao outro), no bairro Pedregal foi realizada a prisão dos traficantes, M.A.S.A., 41, conhecido como “U” e Reginaldo Oliveira da Silva, 35, o “Branco”. Ao perceber a chegada dos policiais, o suspeito “U” correu para dentro da casa e se trancou no quarto, de onde começou arremessar porções de entorpecentes para o telhado do vizinho.
 
Diante da negativa do suspeito em sair do cômodo, os policiais arrombaram a porta sendo apreendidos no quarto R$ 2.475 e encontrados já do lado da casa vizinha 91 porções de pasta base de cocaína. Em continuidade as diligências, os policiais seguiram para casa em frente, pertencente ao traficante “Branco”, onde foram apreendidas, mais três porções da mesma substância, além de um prato com resquícios da droga.
 
Segundo o delegado da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, contra os dois suspeitos existem várias denúncias relacionadas ao tráfico de drogas na região. “Eles são apontados como integrantes de uma facção criminosa e tem notária participação na mercancia de drogas na região do Pedregal”, disse.