Fotografo: SD Rodrigues
...
Coronel Assis com os policiais elogiados pelos atos heroicos

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Jonildo José de Assis, entregou nesta terça-feira (17.09), em uma solenidade no quartel do Comando Geral, em Cuiabá, um certificado elogioso a cada um dos sete policiais que atuaram em dois salvamentos ocorridos no mês de agosto.  
 
Ambos foram em Cuiabá e envolveram veículos em chamas. No primeiro caso, dez crianças foram salvas por dois policiais militares que evitaram a explosão de um van escolar que pegava fogo, no bairro Planalto. A segunda ocorrência foi registrada na área central, onde três pessoas estavam presas em um veículo capotado e em chamas quando foram salvas por quatro policiais.
 
Coronel Assis destacou a honra de poder oferecer o elogio aos policiais, por acreditar que a atitude nobre de cada um dos sete homenageados enche de orgulho os 7.300 policiais militares que fazem parte da corporação.
 
“É uma forma singela de reconhecer o grande ato heroico que tiveram em buscar salvar vidas sem medir esforços e colocar a própria vida em risco. Isso é ser policial. Os senhores nos representam no ato de servir e proteger”.
 
Foram homenageados pelo salvamento das crianças na van escolar, ocorrido dia 22 de agosto: sargento Robson Daniel Francisco da Costa e o soldado Nilson Júnior Fernandes Souza.
 
O sargento Robson, pai de uma menina de quatro anos, disse que faria tudo da mesma forma. Ele definiu que a situação mesmo muito rápida sempre passa um filme em sua cabeça em momentos de reflexão.
 
“Não poderia imaginar minha filha numa situação como a que passei que perco o equilíbrio e me emociono. Muitas das crianças tinham a idade da minha menina”.
 
Foram homenageados pelo salvamento das três pessoas retiradas do veículo em chama, ocorrido no dia 23 de agosto, na Avenida Tenente Coronel Duarte, em Cuiabá: os sargentos Delson Marques Silva e Cleyton Freire da Silva e os soldados Eder Emanuel Figueiredo Assis e Fagner Correia de Oliveira Damasceno.
 
Os quatros foram unânimes na definição da atitude. “Não tivemos muito tempo para pensar. Quando vimos o veículo em chamas e as pessoas dentro sem terem como sair, devido o carros estar capotado, iniciamos o procedimento de salvamento. É gratificante salvar vidas”, disseram.
 
Participaram da solenidade o subchefe Estado Maior, coronel Delwison Sebastião Maia da Cruz, comandante adjunto, Wesney de Castro Sodré, comandante do CR1, coronel Wankley Correa Rodrigues e comandante do Batalhão de Trânsito, coronel Esnaldo de Souza Moreira.