Fotografo: Divulgação
...
Sem Legenda

Após desistir do Renda Brasil, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tenta evitar redução na popularidade com a ampliação do Bolsa Família após o fim do auxílio emergencial.

A oposição acredita que o programa poderia alavancar a popularidade do presidente entre os mais pobres.

Para esse aumento do benefício, será necessário criar medidas tidas como impopulares para ter caixa e ampliar a cobertura do programa social.

O Renda Brasil seria uma espécie de reformulação do Bolsa Família, ligado ao PT.

O orçamento do Bolsa Família foi ampliado para 2021 em relação a anos anteriores, mas ainda é limitado.

A estimativa é que, com R$ 34,9 bilhões, cerca de 15,2 milhões de famílias sejam atendidas.

Esse valor, entretanto, não contempla o 13º, promessa de campanha de Bolsonaro.

O presidente pediu estudos para tentar para o começo do próximo ano uma iniciativa na área social, com mais beneficiários ou um valor maior por mês.

Para o colunista Leonardo Sakamoto, do UOL, Bolsonaro precisa de um substituto para o auxílio emergencial para não murchar e ver sua popularidade diminuir.

Fonte: Eduardo Lucizano, do UOL

Cooperador  Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com
Cuiabá e Municípios da Grande Baixada Cuiabana.
E.mail . Jornal.int@gmail.com.br
Site www.brasilintegracao.com.br