Fundado aos 12 de janeiro de 1970; Pelo Jorn Narciso Honório Silveira

Cidadão Repórter

(66)984060008
Cuiabá(MT), Sexta-Feira, 28 de Janeiro de 2022 - 21:33
30/11/2021 as 11:43 | Por Redação |
Tribunais Regionais Eleitorais garantiram suporte técnico durante TPS 2021
Durante uma semana – de 22 a 27 de novembro -, técnicos de quatro TREs estiveram no ambiente preparado para os investigadores na sede do TSE, em Brasília
Fotografo: Divulgação
Sem Legenda

Colaboração e troca de conhecimento guiaram o trabalho realizado pelos servidores da Justiça Eleitoral de outros estados na sexta edição do Teste Público de Segurança (TPS) do Sistema Eletrônico de Votação.

Durante uma semana – de 22 a 27 de novembro -, técnicos de quatro Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) estiveram no ambiente preparado para os investigadores na sede do TSE, em Brasília, e deram total suporte técnico àqueles que tentavam descobrir vulnerabilidades na urna eletrônica.

Os servidores que atuam na área de tecnologia dos TREs de Goiás, do Pará, da Paraíba e do Tocantins contribuíram para o bom andamento dos planos de ataque que vão ajudar a aprimorar os equipamentos e os sistemas que serão usados nas Eleições 2022. Os planos foram executados por 26 investigadores.

Participação e intercâmbio

Salomão Freitas Júnior, do setor de votação eletrônica do TRE-PA, que participou pela primeira vez do TPS, orientou os participantes quanto a procedimentos técnicos e ao protocolo do Teste.

“Nossa função era ser um ‘meio de campo’ entre os investigadores e a equipe técnica do TSE. Por exemplo, é previsto em edital que se eles encontrassem alguma vulnerabilidade durante o Teste deveriam preencher um formulário, então, nós os ajudávamos inclusive nesse processo”, explicou.

Roberto Rocha é assessor no TRE do Pará e participou pela segunda vez no apoio técnico dos testes de segurança da urna. Segundo ele, é uma oportunidade para ajudar e, também, aprender muito. 

“Entre uma eleição e outra há um intercâmbio entre os TREs e o TSE. E quando isso é possível, podemos contribuir com algumas sugestões de melhorias que a gente conhece nas nossas regiões”, ressaltou.

Também presente pela segunda vez no TPS, o servidor do TRE da Paraíba José Cassimiro Júnior lembra que a interação faz com que “todos possam aprender, trazendo benefícios e auxiliando na melhoria do sistema de votação”.

Em 25 anos de atuação na Justiça Eleitoral, Cleyton Eufrásio, que chefia a sessão de voto informatizado do TRE-GO, participou como observador na última edição, em 2019.

Desta vez, ele integrou o apoio técnico e afirmou que “o espírito colaborativo” foi contagiante. “Tanto colaboradores quanto investigadores são parceiros que buscam encontrar algo que vai melhorar o sistema eletrônico de votação”, enfatizou.

Jader Batista, coordenador de Infraestrutura e Suporte do TRE de Tocantins, já fez parte de outras edições do evento, sempre em apoio aos planos de ataque voltados ao kit JE Connect, que é um sistema de informação que possibilita a transmissão do resultado das eleições. Para ele, o TPS é interessante para que a própria Justiça Eleitoral passe a ter um olhar diferente sobre as ferramentas que desenvolve.

“Nossa equipe do JE Connect é formada por 14 TREs e já participou dos três últimos Testes Públicos de Segurança. A ferramenta foi desenvolvida de forma colaborativa pelos regionais e disponibilizada ao TSE, então, auxiliamos nos planos que têm como objetivo atacar a parte de transmissão dos resultados da eleição. Um exemplo é o sistema transportador que leva o Boletim de Urna até o sistema de totalização que está dentro do JE Connect, ele é um dos focos de ataque”, ressaltou.

Diálogo

A gerente de projetos da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do TSE, Daniela Zaranza, destaca que a função dos colegas foi importante para facilitar o diálogo entre os participantes e a coordenação do TPS. “O apoio dos colaboradores de outras regiões consistia em acompanhar a execução dos planos de testes, apoiar o investigador na requisição de instalação de softwares, entradas de materiais e elaboração de um diário da execução dos planos para apoiar a equipe técnica e para compor o relatório do evento”, destacou.

Os representantes dos TREs fizeram parte da equipe formada também por alunos e professores da Universidade de São Paulo (USP) que atuam na área de Tecnologia da Informação e ficaram à disposição dos investigadores.

Fonte: TSE

Colaborou:  Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com
E.mail . Jornal.int@gmail.com.br    
Site www.brasilintegracao.com.br
feccebook  brasilpolicial@gmail.com
Em breve TVbrasilintegracaoWEB




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil