Fundado aos 12 de janeiro de 1970; Pelo Jorn Narciso Honório Silveira

Cidadão Repórter

(66)984060008
Cuiabá(MT), Terça-Feira, 16 de Agosto de 2022 - 03:30
26/06/2022 as 11:46 | Por Portal Sorriso |
CRIME CRUEL - Sorriso: Justiça absolve homem que arrancou o coração da tia e determina internação
A decisão foi assinada pelo juiz Anderson Candiotto, da 2ª Vara Criminal
Fotografo: Foto: Portal Sorriso/Arquivo
Sem Legenda

A Justiça absolveu  Lumar Costa da Silva, acusado de assassinar a tia com golpes de faca e arrancar o coração dela, em julho de 2019, em Sorriso. A decisão foi assinada pelo juiz Anderson Candiotto, da 2ª Vara Criminal da Comarca de Sorriso.
 
“Diante do exposto, absolvo sumariamente o réu Lumar Costa Da Silva, já qualificado nos autos, da acusação da prática dos delitos capitulados no (i) art. 121, §2º inciso II (motivo fútil), inciso III (meio cruel), inciso IV (recurso que dificultou a defesa da vítima) e inciso VI (feminicídio), do Código Penal”, decidiu o juiz.
 
Por se tratar de absolvição sumária imprópria, em que se vincula o acusado a uma medida de segurança, o juiz determinou a internação de Lumar em um hospital de custódia e tratamento psiquiátrico por prazo indeterminado.
 
O réu deve ser internado em São Paulo, local onde tem familiares, já que o código penal define que o cumprimento de pena ocorrerá em local próximo ao meio social e familiar
 
Ainda segundo o magistrado, a medida de internação é necessária, visto que o comportamento do acusado, portador de Transtorno Afetivo Bipolar Tipo I, é claramente um perigo a terceiros, razão, inclusive, para que a internação seja determinada cautelarmente.
 
“O réu não faz jus ao benefício de aguardar eventual recurso em liberdade, dada a extrema gravidade dos crimes praticados e sua manifesta periculosidade, revelando-se a manutenção de sua custódia necessária para a segurança da sociedade e do próprio acusado”, finalizou o juiz.
 
O caso
 
Lumar morava em São Paulo e veio para Sorriso após um desentendimento com a mãe. Ele foi acolhido pela tia Maria Zélia, em Sinop, porém a mulher o expulsou de casa ao saber que era dependente químico.
 
No dia do assassinato, Lumar estava sob efeito de drogas e tinha alucinações. Afirma que não sabia o que estava fazendo e não conseguia distinguir a realidade da fantasia.
 
Em 2 de julho de 2019 ele atacou a tia e a matou a facadas. Com a arma ele arrancou o coração da mulher e a levou para a prima, filha da vítima. Roubou o carro da prima e tentou sequestrar a filha dela, uma menina de 7 anos. Com o carro ele bateu numa subestação de energia tentando incendiar o local.
 
Portal Sorriso
 
Colaborou:  Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com
E.mail . Jornal.int@gmail.com.br    
Site www.brasilintegracao.com.br
feccebook  brasilpolicial@gmail.com
Em breve TVbrasilintegracaoWEB




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil