Fundado aos 12 de janeiro de 1970; Pelo Jorn Narciso Honório Silveira

Cidadão Repórter

(66)984060008
Cuiabá(MT), Terça-Feira, 28 de Junho de 2022 - 08:15
16/05/2022 as 18:32 | Por Redação |
Guedes volta a defender fim de encargos trabalhistas
A declaração foi feita na abertura da 36ª edição da Apas Show, em São Paulo (SP).
Fotografo: Edu Andrade/ ME
Sem Legenda

O ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a defender nesta segunda-feira (16) o fim de encargos trabalhistas, os quais considera ‘armas de destruição em massa de empregos’. A declaração foi feita na abertura da 36ª edição da Apas Show, em São Paulo (SP).
 
Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o perfil geral do Portal iG .
 
Encargos trabalhistas são valores pagos aos trabalhadores além de seus salários, como férias, 13º salário, FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), licenças, adicionais e vale transporte — todos exigidos por lei.
 
“Lá na frente, nós vamos rever isso. Nós temos que remover a bomba de destruição em massa de empregos, que são os encargos trabalhistas. Nós vamos ter que atacar esse problema também”, afirmou Guedes.
 
O ministro disse ainda que o Brasil já tem um programa de renda básica como o Auxílio Brasil, que o país está perto de “receber uma onda de investimentos” e que agora “vamos melhorar os programas sociais, a rampa de ascensão social”.
 
Guedes também citou sobre a decisão do governo em ampliar a  redução das alíquotas do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) de 25% para 35%.
 
Além de mencionar os investimentos já contratados para os próximos anos, Paulo Guedes também sinalizou a criação de um fundo de reconstrução nacional para investimentos do poder público na infraestrutura.
 
“O presidente já autorizou, e estamos em um programa de fundo de reconstrução nacional, um grande programa brasileiro por conta da nossa grande incapacidade do setor público de investimentos”, declarou.
 
Segundo ele, o fundo seria alimentado pela venda de ações que estão na carteira do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).
 
Fonte: IG ECONOMIA
 
Colaborou:  Astrogildo Nunes – astrogildonunes56@gmail.com
E.mail . Jornal.int@gmail.com.br    
Site www.brasilintegracao.com.br
feccebook  brasilpolicial@gmail.com
Em breve TVbrasilintegracaoWEB




Notícias Relacionadas





Entrar na Rede SBC Brasil