Fotografo: Divulgação/G1
...
Operação Cerco investiga grupo criminoso formado por empresas e fachadas e servidores públicos do município de Alcantil/PB

 
Campina Grande/PB – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta- feira (14/6) a Operação Cerco, com objetivo de combater possível crime de desvio de verbas públicas destinadas a obras no município de Alcantil/PB.
 
Aproximadamente 22 policiais federais cumprem seis mandados de busca e apreensão, nas residências dos investigados (município de Alcantil e zona rural). As ordens judiciais foram expedidas pela 4ª Vara Federal Subseção Judicial de Campina Grande/PB.
 
A operação teve como base investigação instaurada para apurar a possível ocorrência de desvio de verbas públicas por uma associação criminosa formada por empresas de fachadas e servidores públicos do município de Alcantil, durante os anos de 2012 a 2016.
 
Segundo restou apurado, empresas de fachada eram utilizadas para fraudar licitações de obras públicas e os recursos, que deveriam ser empregados, eram desviados e repartidos entre servidores públicos, empresários e ex-dententor de mandato político sendo as obras executadas com pessoal e maquinário público.
 
As condutas apuradas na investigação podem, em tese, configurar os crimes previstos no art. 90 da Lei 8.666/93, art. 1º, incisos I e II do Decreto-lei 201/61, art. 1º da Lei 9.613/98 e art. 288 do Código Penal.